Página inicialPesquisas e FinanciamentosA Rosa dos Ventos guia nossas viagens

A Rosa dos Ventos guia nossas viagens

Rosa dos Ventos FIEP Gislene Bastos

Guia geográfico e pessoal. Todos precisamos de um. 

A Rosa dos Ventos simboliza luz e boa sorte, indica mudanças necessárias, sugere caminhos a descobrir e a seguir na imensidão do horizonte geográfico – e pessoal.

Gosto infinitamente dessa leitura mais ampla e que surge de forma natural ao me deparar com esse desenho. Algo como “nada precisa ser absoluto”. A decisão ponderada deve considerar o cenário completo.

A Rosa dos Ventos na história

O surgimento da Rosa dos Ventos no século XIV e a combinação dela com a bússola inventada na China no século I representaram uma revolução para as navegações. 

Foi o marinheiro e inventor Flávio Gioia que aperfeiçoou a antiga invenção chinesa, colocando a agulha magnetizada, suspensa por um fio de seda, sobre o desenho da Rosa dos Ventos, em 1302. Ampliou-se assim a observação. E o espaço ganhou uma leitura mais precisa. Navegadores passaram a ter diante dos olhos os quatro pontos cardeais: Norte (N), Sul (S), Leste (E), Oeste (O ou W); os quatro colaterais: Nordeste (NE), Noroeste (NO ou NW), Sudeste (SE), Sudoeste (SO ou SW); e os oito pontos subcolaterais (vou poupar você dessa parte… 

A posição e a direção dos ventos ficaram mais claras.  

Com mais informação podemos fazer melhores escolhas. Buscar os bons ventos. E, assim, a Rosa dos Ventos ganhou também a fama de indicadora de boa sorte, aventura perfeita, finais e recomeços. Significado que leva muito viajante por aí a tatuar o símbolo na pele. Ah! Mas se a tatuagem for no peito esquerdo, logo acima do coração, pode significar que a pessoa integra a máfia russa…

Rosa dos Ventos foi fundamental na Era dos Descobrimentos

Com um guia eficiente é mais seguro explorar o desconhecido.

E no século XV, especificamente em 1417, o pessoal da Escola de Sagres, em Portugal, desenvolveu o modelo de bússola como conhecemos atualmente: dentro de uma caixa fechada com um vidro protegendo a agulha que indica o Norte sobre o desenho da Rosa dos Ventos.

Revolucionária. Como toda mudança! Ir além do que se vê, confiando no guia, permitiu a Era dos Descobrimentos e a evolução das civilizações. Que sirva pra gente também! Ir além. Conhecer. Confiar.

Sem comentários

comente